Inspirações: Meia-arrastão

Oi gente, vamos falar sobre moda?

De uns dias para cá, notei nas fotos de famosas e nas passarelas, um item bem conhecido, que é a meia-arrastão. Confesso que na hora fiquei intrigada afinal, faz quanto tempo que não vejo uma dessas? O que era um hit no fim dos anos 90, a meia-arrastão tomou conta das passarelas, fotos de street style e o closet das fashionistas nos últimos meses.

modelos-passarela

Sexy e ousada, agora ela aparece em duas versões com teia mais larga combinada com jeans e em versão soquete.

Uma combinação certeira é apostar no jeans rasgado + meia-arrastão! Calças sem rasgos ou aberturas também servem, basta usar com uma cropped e deixar a parte de cima da meia aparecendo.

“Há registros de seu uso desde a Mesopotâmia, quando era utilizada por soldados para afastar o frio no inverno, e por muito tempo foi, também, item de sedução no armário dos nobres, que competiam entre si pela riqueza dos bordados exibidos em suas peças.
Só por volta de 1780, com o avanço da tecelagem e a descoberta de materiais mais finos é que elas foram incorporadas ao guarda-roupa feminino, caindo em desuso entre os homens. Desde então, diversos modelos surgiram e em todas as temporadas, temos um modelo em especial para ficar de olho.
Controversa desde seu lançamento, a meia arrastão tornou-se bastante popular entre as dançarinas de can-can de Paris, e, durante muito tempo foi considerada um item de extremo mau gosto, porque, diferente das outras meias da época, ela deixava à mostra a pele de quem a vestia. No entanto, foi esse pequeno detalhe que a popularizou no o cenário da dança.
Com a obsessão pelas pin ups tomando conta da cultura norte-americana na década de 1950, elas logo foram incorporadas no imaginário nacional, carregadas de sensualidade e elevadas ao status de símbolo sexual por figuras como Bettie Page e Marilyn Monroe.
Tão carregada de simbologia, é natural que até hoje a meia calça arrastão cause um pouquinho de estranheza e há quem torça o nariz à primeira menção de seu nome. Porém, de uns anos para cá, ela tem se tornado cada vez mais presente nas fotos de street style pelo mundo afora, além de ser figurinha carimbada nos shows de cantoras como Beyoncé e Rihanna.
Da rua para as passarelas, foi nos desfiles internacionais de 2016 que a meia arrastão ganhou um novo significado, mais cool e menos sexy, aparecendo em variações interessantes”

Madonna nos anos 1980: a cantora apostava nos looks subversivos e carregados de atitude – Meia arrastão

Pin up criada pelo desenhista Peter Driben nos anos 50 e Marilyn Monroe no filme Nunca Fui santa, de 1956.

Particularmente, não tenho tanta certeza de que usaria de novo, sem ser em uma festa de quadrilha, como aconteceu quando eu tinha uns seis anos, porém confesso que a combinação dela com um jeans rasgado e um cropped me chama atenção. Quem sabe né?
E vocês? Apostariam em um look com meia-arrastão?

Anúncios

6 comentários sobre “Inspirações: Meia-arrastão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s